* Parcerias


Autor Tópico: Garagem do Buckrog: "NOVO" Lotus Exige S3 Roadster - GT Spirit (2013)  (Lida 393774 vezes)

Offline jpsantiago

  • João Ribeiro
  • Feedback: (+21)
  • Fanático do Diecast
  • ****
  • Mensagens: 4409
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3045 em: 03 de Junho de 2014, 11:26:31 »
O Dino é um marco da história automóvel  [:happy14:]  é um carro que ainda hei-de ter representado!

Este Anson é como já se sabe uma miniatura algo modesta com alguns pormenores melhoráveis, nomeadamente o conjunto Jantes pneu, como referes e bem. A roda suplente então tem um perfil de pneu mesmo exagerado!

Mas as proporções e as shutlines estão impecáveis, e representa de forma competente  [:happy14:] Parabéns pela peça  [:happy14:]

Offline Pvale

  • Feedback: (+9)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7417
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3046 em: 03 de Junho de 2014, 11:45:58 »
é um Ferrari lindissimo e ainda faz cá falta  [:yap:]  só ainda não ganhei coragem de comprar um destes porque sinceramente esses pneus de tractor fazem me uma confusão terrivél ! parecem os pneus dos carrinhos de brincar dos meus putos  [:dah:]  ... o que é pena se tivermos em conta que o resto está bem decente

de qualquer forma não deixa de ser uma opção ( se não for a unica para mim tendo em conta os preços da HW) 

Boa entrada Rogério ! Parabens  [:happy14:]

Offline pjmanso

  • Pedro Manso
  • Feedback: (+18)
  • Aspirante a Colecionador
  • **
  • Mensagens: 960
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3047 em: 03 de Junho de 2014, 12:10:48 »
Se me permites Rogério, esta é a minha "versão":
Bem, tecnicamente este modelo não é um Ferrari. Produzidos pela Ferrari, com motores Ferrari, mas sem a marca Ferrari.
A marca é Dino e o modelo 246GT (ou GTS se for Targa). Foi pensado por Enzo Ferrari para competir com os 911. Foi o primeiro modelo com motor central, em 1969! O nome foi uma homenagem ao falecido filho Alfredo, que usou a sua alcunha: Alfredo=AlfreDINO=Dino!
Por ter um motor de "apenas" 6 cilindros não permitiu que o carro usasse a marca Ferrari, pois para ele um verdadeiro Ferrari tinha que usar um motor V12!! O motor V6 deste carro equipou também os Fiat Dino Coupé e Spider e o tão conhecido, Lancia Statos!

On-Topic: parece-me uma miniatura modesta mas com detalhes bem interessantes! Gostei.  [:happy14:]

Offline Obsession

  • Administrador
  • Feedback: (+47)
  • Curador de Museu
  • *****
  • Mensagens: 13109
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3048 em: 03 de Junho de 2014, 12:14:02 »
Viva Rogério!!!

A Anson fez um trabalho excelente no Dino! A miniatura está um mimo!

Quanto ao carro em si... Brutal!

Abraço


If everything's under control, you're going to slow

Offline Caldas

  • Daniel Caldas
  • Moderador Global
  • Feedback: (0)
  • Colecionador Platinum
  • *****
  • Mensagens: 6473
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3049 em: 03 de Junho de 2014, 13:59:31 »
Isso já tem uns bons aninhos em cima e acredito que na altura estava bom, agora com as melhorias e outros fabricantes a reproduzi lo perde um bocado, mas fica representado na vitrine  [:happy72:]

Offline LandCarlos

  • Feedback: (+3)
  • Colecionador Platinum
  • *****
  • Mensagens: 5610
  • The best 4x4xfar!!!!
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3050 em: 03 de Junho de 2014, 22:12:19 »
Na minha maneira de ver as coisas, perde apenas na rodas, demasiado grandes, no caso. De resto parece-me bem decente, quer no molde, quer no motor, apesar de ser um Anson e com as limitações que isso implica. Tenho o Elite e considero-o uma boa miniatura mas sei que já escasseia e os preços... enfim! Na impossibilidade de ter o HWE, parece-me uma bela alternativa sendo que também já não vai sendo fácil de caçar! Como tal, é uma bela aquisição! E depois, e um Dino, é obrigatório!

Offline BoxexasFerrari

  • Ferrari & Volkswagen
  • Feedback: (+6)
  • Colecionador Iniciante
  • **
  • Mensagens: 1164
  • O meu Blog http://boxexas-diecast.blogspot.pt/
    • http://boxexas-diecast.blogspot.pt/
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3051 em: 03 de Junho de 2014, 22:53:21 »
Boas

À duas semanas que o irmão desse está cá em casa!

É uma mini bastante bonita, claro que faltam ali muitos detalhes, mas uma pessoa tem de usar as tintas cá de casa!

Abraço

Offline buckrog

  • Rogério Henriques
  • Feedback: (+22)
  • Colecionador Silver
  • ****
  • Mensagens: 3184
  • Um apaixonado por automóveis...
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3052 em: 05 de Junho de 2014, 23:30:02 »
Bom, amigos, obrigado pelos comentários amáveis. Esta mini tem os seus problemas, mas merece um, de facto, um carinho especial...
O mundo está cheio de coisas bonitas...


Visitem a garagem do Buckrog, que vale bem a pena...
-> http://www.forum-diecast.pt/index.php?topic=7741.0

Offline X-Filer

  • João Góis
  • Moderador Global
  • Feedback: (+17)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10683
  • They're back...!
    • Pombocaca
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3053 em: 06 de Junho de 2014, 00:14:00 »
Parecendo que não, fora os GTOs, Californias e Passos Cortos, os Dino 206 GT e 246 GT são posivelmente dos mais icónicos Ferrari de todos os tempos! Sim porque, ao contrário do pjmanso, não concordo que estes não sejam Ferrari, são-no de todo o direito! É um facto que Enzo, para evitar que fossem comparados com os mais potentes V12, preferiu chamar a estes de apenas Dino (tanto o 206 como o 246 não traziam qualquer elemento que os identificasse como Ferrari) com receio que o facto de serem muito menos potentes que os restantes pudesse gerar publicidade negativa... mas o certo é que o carro provou ser muito equilibrado e a mecânica que Alfredo e Jano desenvolveram provou funcionar de facto. Haviam muitos anos que Dino havia desenhado um V6 para montar centralmente, apenas impedido de tal pelo conservador Commendatore. Dino era um génio mecânico à frente do seu tempo e se, numa primeira fase a Ferrari fez por isolar a imagem das duas marcas, o certo é que eventualmente acabaram por reconhecer os Dino como Ferrari "verdadeiros", motivo pelo qual este último já ostentava o emblema do  cavallino rampante.

Esclarecido isto, resta-me dizer que já tive um bicho destes e até é uma peça bem catita! O molde está todo ele correcto e com alguns detalhes torna-se uma peça bem jeitosa, o maior handicap é mesmo o conjunto das rodas que, embora bem feitas (e incluindo inclusivé o lettering no perfil dos pneus, algo que muitas miniaturas bem mais caras não trazem), pecam por desastroso dimensionamento. Vejo que o teu já levou uns retoques pelo anterior dono, o volante originalmente é todo preto e os pára-choques todos cromados (fica bem melhor assim sem dúvida!!), assim como as molduras dos vidros triangulares das portas que estão incorrectamente pretos.

É pena que o HWE não seja grande espingarda e que já seja raro![:babado:]

E uma vez mais, discordamos. O HWE pode não ser das melhores miniaturas no mercado mas consegue ser melhor que qualquer Ferrari HWE moderno que tenha sido lançado até agora. Abre todos os compartimentos, incluindo a bagageira na traseira, o interior é muito correcto e detalhado (e é alcatifado, algo que os novos não têm essa sorte), jantes, pneus, travões, motor lindíssimos, molde correctíssimo e até melhor dimensionado que este, que tem a frente, parece-me, um tudo-nada comprida demais e com aquele rebordo cromado sobre a grelha dianteira que de correcta não tem nada.

Offline Paulo Ferrari

  • Feedback: (+18)
  • Colecionador Platinum
  • *****
  • Mensagens: 5698
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3054 em: 06 de Junho de 2014, 00:47:16 »
Rogério sempre com entradas de respeito e respeito é coisa que não falta a este Dino e a este Anson, sem duvidas o Dino é um dos Ferrari`s mais importantes na história de Enzo Ferrari, pois passou nestes tempos a pior fase da sua vida, embora muito tivesse já sofrido com a morte de pilotos ao volante dos seus carros, foi a morte de Dino com distrofia muscular que quase fez com Enzo atirasse a toalha para o chão, mas deu a volta por cima, ficou esta eterna memória e a história continuou e só agora estes carros começam a disparar nos valores comerciais.

A mini, representa muitíssimo bem para a época que foi lançado, mora este cá em casa e entretanto outros foram entrando, HW mora o amarelo targa, mas o Elite penso que nunca vi nenhum ao vivo, por isso não posso dar a opinião.

Dito isto, parabéns Rogério  [:clap:]

Offline ClioWilliams

  • The baguette aficionado.
  • Feedback: (+29)
  • Colecionador Platinum
  • *****
  • Mensagens: 5992
  • Vendo ou troco rins por miniaturas AUTOart.
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3055 em: 09 de Junho de 2014, 15:59:23 »
Dos meus Ferraris favoritos e um dos Cavallinos oldtimer que tem que constar na minha colecção mais cedo ou mais tarde. E não me importava nem um bocadinho que fosse este Anson, que exteriormente só peca pelas jantes diminutas e pontos de fixação dos farolins demasiado visíveis. Até o interior está em muito bom plano tendo em conta a marca. Penso que não fazias nada mal em aplicar alcatifa no mesmo, traria outra classe à miniatura.  [:yap:]

Muitos parabéns pela entrada!  [:wink01:]

Offline Commendatore

  • João Duarte
  • Feedback: (+24)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7365
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3056 em: 12 de Junho de 2014, 21:20:16 »
Em relação ao Countach, não sou fã da versão quase na mesma medida em que aprecio a qualidade da miniatura. Muito bom  [:happy72:]

No que diz respeito ao Ferrari, é precisamente ao contrário! Já tive o privilégio de seguir atrás de um igual na auto-estrada, e bem que a estrada podia não ter fim, que eu não me fartava  [:babado:] [:babado:]

A miniatura da Anson ainda é decente, embora sem chegar perto do patamar do Hot Wheels Elite. O dimensionamento das rodas foi simplesmente desastroso, mas o interior está bastante competente para um Anson.

Offline Silvio

  • Feedback: (+3)
  • Conquistador das Miniaturas
  • ****
  • Mensagens: 3405
  • Ilha da Madeira
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3057 em: 15 de Junho de 2014, 17:43:42 »
O interior da maquina é razoavél , ja o exterior deixa algo a desejar , mas cumpre o objectivo e muito bem , representar uma bela maquina ferrari dino 246 gt .
è uma boa aquisiao . e gostei muito . parabens !!

Offline Miguel_V40

  • Feedback: (+84)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7561
  • Miguel Ferreira
Re: A Garagem do Buckrog: Ferrari Dino 246GT (1969) - Anson
« Responder #3058 em: 16 de Junho de 2014, 00:54:19 »
Excelente peça!! Não esperava ver este por aqui! Pensava que irias aguardar até ao dia que aparecia um Elite a bom preço! Eu já tive essa sorte  [:whistle:]

A miniatura está mesmo muito competente face á idade, falha apenas pelo conjunto de pneus retirados do land rover e do lettering dos mesmo, que está sobre dimensionado!!

Parabéns pela bela miniatura!! Vale mesmo a pena ter  [:happy14:]

Offline buckrog

  • Rogério Henriques
  • Feedback: (+22)
  • Colecionador Silver
  • ****
  • Mensagens: 3184
  • Um apaixonado por automóveis...
Re: A Garagem do Buckrog: Aston Martin DB4 GT Zagatto (1960)
« Responder #3059 em: 16 de Junho de 2014, 22:31:58 »
Eu ainda não tinha postado nenhum Aston. Portanto, já era altura, mas para isso tinha que ser algo especial. Cá vai então o DB4 GT Zagatto, um dos clássicos mais raros e valiosos de sempre…

Aston Martin DB4 GT Zagatto (1960)


Como sabem, eu gosto sempre de fazer uma introdução às máquinas. Neste caso, pedi ajuda ao João (X-Filer), que amavelmente me cedeu a dele. Eu não fazia melhor… (obrigado João!)

Nos anos 50 a competição automóvel estava no seu auge, em plena recuperação pós-guerra muito abastado queria entrar no mundo da competição automóvel. Acontece que, se os Sport Protótipos eram carros e complexos, a solução mais simples era optar pelos Gran Turismo, facilmente adaptados de automóveis de estrada. No fim da década existiam já vários campeonatos de "gentlemen drivers" e em 1959 a classe foi inclusive introduzida nas 24h de Le Mans. A Aston Martin tinha ganho a corrida desse ano com o DBR1/300 pela mão de Carroll Shelby e Roy Salvatore e decidiu reduzir o orçamento para o departamento de competição, pelo que a decisão de criar um GT para clientes privados era uma forma de manter o nome da marca na competição duma forma bem menos dispendiosa.

Acontece que nesse mesmo ano, poucos meses antes da vitória em Le Mans a Aston Martin tinha acabado de lançar o seu mais recente GT de estrada, o DB4, substituto do já antiquado DB2 e montando um motor de 6 cilindros em linha derivado da competição e carroçaria ultra-leve Superleggera produzida pela Carrozzeria Touring. Era o candidato perfeito para ser adaptado à competição. Assim, o motor de 3670cc foi trabalhado no sentido de incrementar a potência dos 240cv para os 302cv com o uso de 3 carburadores Weber e ignição dupla e a este foi acoplada uma nova caixa manual de 4 velocidades de relações curtas e um diferencial autoblocante Salisbury Power-Lok; o conjunto foi colocado numa versão curta do chassis DB4 que recebeu também travões Girling de maiores dimensões e assim nasceu o DB4 GT. Stirling Moss estreou o novo carro de competição em Maio de 1959 quando ainda não estava homologado contra competição modesta.

As unidades dos clientes privados começaram a ser entregues em 1960, precisamente quando a Ferrari decidiu trocar o então já envelhecido 250 GT pelo novo modelo de distância entre-eixos encurtada "Passo Corto", um adversário que muitas vezes deu água pelas barbas aos mais potentes Aston Martin. Mas a casa de David Brown não desistiu do DB4 e decidiu recorrer ao trabalho do jovem Ercole Spada, de 23 anos, na casa da italiana Zagato para redesenhar o DB4 e submetê-lo a uma rigorosa dieta de emagrecimento. Ercole havia recentemente substituído Elio Zagato que estava ferido dum acidente e escusado será dizer que se safou superiormente pois o design do DB4 GT Zagato ficou para a história! Já o trabalho de redução de peso foi algo inglória pois não havia muito por onde cortar mesmo com a substituição de componentes em aço por outros em alumínio, pelo que a solução foi aumentar a potência do motor para 314cv.

Acontece que entretanto a Ferrari não tinha ficado parada: o 250 GT Passo Corto Berlinetta Competizione debitava agora 285cv e pesava uns bons 25% a menos e a Jaguar introduzia o E-Type Lightweight e as vitórias e pódios em competição eram escassos... e tudo piorou significativamente com a introdução do 250 GTO! Até ao final da vida do DB4 GT em 1962 a Aston Martin produziu 100 unidades das quais 19 usavam carroçarias Zagato mas nas décadas seguintes o DB4 GT Zagato tornou-se de tal forma popular que muitas das peças suplentes foram usadas e aproveitando os números de chassis que ficaram por usar foram utilizadas em 1991 para uma nova série de modelos que eram réplicas quase perfeitas dos originais chamada Sanction II mas que não tinha autorização da Zagato para utilizar o seu emblema. Nesse ano Richard Williams conseguiu obter a autorização de Walter Hayes para usar o emblema da Zagato em duas unidades (chassis DB4/0334/R e DB4/0424/R) e assim nasceu a terceira série "Sanction III".

Falta apenas dizer que este é um dos automóveis mais raros e desejados do mundo. Não espanta que cada exemplar possa valer milhões nos leilões de clássicos… Vamos ver o carro.














E já agora uns videos…

https://www.youtube.com/watch?v=JxpY2VKuGtE


Aston Martin DB4 GT Zagatto (1960) – Road Signature

A miniatura que vos apresento é reproduzida à escala 1:18 pela Yat Ming na sua série "Road Signature" e no global é uma boa peça. Sendo a única reprodução a esta escala deste modelo, apresenta de modo geral correcção no molde embora as bossas no capot não estejam inteiramente correctas (deveria haver uma terceira ligeiramente mais baixa entre as duas reproduzidas) e a pintura metalizada é muito bonita. Pena, muita pena não abrir a tampa da mala. Os interiores estão simples e correctos, embora os manómetros devessem ser ligeiramente maiores, o motor está também com bom aspecto, faltando essencialmente alguma cor de metal e as cablagens de ignição. Mas depois a suspensão está mais alta do que devia, em especial na traseira, e as jantes têm um aspecto do qual não consigo gostar. Mas para o preço que custa está muito, muito aceitável, para mim é uma peça que não desilude e é uma boa compra.

Depois é verde, como eu gosto nos descapotáveis desta época e é um modelo muito pouco visto. Este foi comprado na Alemanha via Ebay. Representa um modelo icónico e de que muitos têm saudades. Adoro-o!

Vamos às fotos…




 










Continua…
« Última modificação: 01 de Maio de 2018, 23:29:11 por buckrog »
O mundo está cheio de coisas bonitas...


Visitem a garagem do Buckrog, que vale bem a pena...
-> http://www.forum-diecast.pt/index.php?topic=7741.0