Autor Tópico: Garagem do Buckrog: VW Carocha "Modificado PSP"  (Lida 403846 vezes)

Offline jpsantiago

  • João Ribeiro
  • Feedback: (+21)
  • Fanático do Diecast
  • ****
  • Mensagens: 4392
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1830 em: 06 de Março de 2013, 10:23:58 »
Brutal! Há largos anos tive oportunidade de andar muitas vezes num desses (GTI) e aquilo é um grande gozo!  [:happy14:]  Curvava que se fartava!

Acho que nunca vi um 1:1 nessa cor, não é nada usual. Mas fica excelente, um bom contraste com o interior, que está bem detalhado, e gostei do pormenor do padrão dos bancos  [:yap:]

O selo no pára-brisas é algo que não me lembro de ver em mais nenhuma miniatura... Belo detalhe.

Bela mini, parabéns  [:happy72:]

Offline Legolas

  • Daniel Martins
  • Moderador Global
  • Feedback: (+15)
  • Lenda FDC
  • *****
  • Mensagens: 23795
  • fun is not a straight line... ®
    • MakeTuning Online
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1831 em: 06 de Março de 2013, 11:25:35 »
queria muito arranjar um, mas preferia no azul que postaste do 1:1... bela maquina!

next: 991 GT3 RS + SLS Prior + RS6 ABT

Offline Pvale

  • Feedback: (+9)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7395
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1832 em: 06 de Março de 2013, 11:42:10 »
mais uma vez escolheste muito bem a cor , esse laranja fica muito bem nesse carro , dá lhe um ar mais desportivo  [:yap:]
 
quanto aos detalhes , está dentro daquilo que nos tens mostrado deste fabricante , exteriores muito bons e interiores muito fieis ao original.
apesar de selados ,é de salientar a preocupação da Otto nos acabamentos dos interiores  [:yap:]
 
 
 
 
 
 

Offline Francisco Carreira

  • Francisco Carreira
  • Feedback: (+2)
  • Simpatizante
  • *
  • Mensagens: 228
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1833 em: 06 de Março de 2013, 13:23:59 »
os interiores e que torci um bocado o nariz, se o s16 la fora for como ca, os interiores dos bancos nao sao assim, e em tecido cinza escuro, esses assim derrepente parecem ser do nosso 106 quiksilver

Offline Carreiras

  • Feedback: (+1)
  • Colecionador Gold
  • ****
  • Mensagens: 3614
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1834 em: 06 de Março de 2013, 18:54:05 »
Era um carro que adoraria ter em 1:1

A miniatura e muito boa mas tem o defeito do costume... Não tem motor

Offline Commendatore

  • João Duarte
  • Feedback: (+24)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7400
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1835 em: 06 de Março de 2013, 21:12:34 »
Mais uma miniatura impecável. Ainda bem que há marcas como a Otto, para fabricar coisas mais "alternativas"  [:happy14:]

Offline Miguel_V40

  • Feedback: (+84)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7504
  • Miguel Ferreira
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1836 em: 07 de Março de 2013, 00:53:21 »
Tinha de ser OTTO... Tinha de estar no limiar da perfeição!!!  [:happy72:]

Offline Caldas

  • Daniel Caldas
  • Moderador Global
  • Feedback: (0)
  • Colecionador Platinum
  • *****
  • Mensagens: 6468
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1837 em: 07 de Março de 2013, 20:52:37 »
Mais uma peça que "só" ai, tambem destaco o promenor do selo  [:happy72:]

Offline buckrog

  • Rogério Henriques
  • Feedback: (+22)
  • Colecionador Silver
  • ****
  • Mensagens: 3186
  • Um apaixonado por automóveis...
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1838 em: 09 de Março de 2013, 14:01:37 »
Mais uma vez obrigado pelos comentarios, amigos! [:happy72:]

Estava na dúvida se vocês iam reparar no selo no parabrisas... [:whistle:]
O mundo está cheio de coisas bonitas...


Visitem a garagem do Buckrog, que vale bem a pena...
-> http://www.forum-diecast.pt/index.php?topic=7741.0

Offline Silvio

  • Feedback: (+3)
  • Conquistador das Miniaturas
  • ****
  • Mensagens: 3382
  • Ilha da Madeira
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1839 em: 09 de Março de 2013, 22:01:39 »
O pormenor do selo no lado direito no canto inferior esta a matar  [:happy72:] é um carro que fica muito bem com uma cor muito apelativa , exteriormente está brutal e interiormente tambem , pena é mesmo nao abrir os compartimentos de forma a podermos vislumbrar a obra no seu todo  [:yap:]
Mas nota positiva a este leao frances . Parabens  [:happy14:]

Offline Nuno Rites

  • Feedback: (+13)
  • Fanático do Diecast
  • ****
  • Mensagens: 3977
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1840 em: 11 de Março de 2013, 17:13:18 »
como ja foi dito milhoes de vezes so pecam por ser selados

Offline RicardoR

  • Feedback: (+8)
  • Colecionador Bronze
  • ***
  • Mensagens: 2333
  • "Il secondo è il primo dei perdenti." Enzo Ferrari
    • Garagem do Ricardo
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1841 em: 12 de Março de 2013, 21:52:50 »
De um modo geral muito bom.

Gostava mais se a cor fosse outra, tivesse um double chevron à frente e o nome terminasse em cup ... mas isso são carolices.

Offline buckrog

  • Rogério Henriques
  • Feedback: (+22)
  • Colecionador Silver
  • ****
  • Mensagens: 3186
  • Um apaixonado por automóveis...
Re: A Garagem do Buckrog: Peugeot 106 S16 (1996)
« Responder #1842 em: 16 de Março de 2013, 01:07:54 »
Também eu... Mas perdi o saxo cup quando saiu e nunca mais o consegui arranjar...
O mundo está cheio de coisas bonitas...


Visitem a garagem do Buckrog, que vale bem a pena...
-> http://www.forum-diecast.pt/index.php?topic=7741.0

Offline buckrog

  • Rogério Henriques
  • Feedback: (+22)
  • Colecionador Silver
  • ****
  • Mensagens: 3186
  • Um apaixonado por automóveis...
Re: A Garagem do Buckrog: Triumph Stag Mk I (1971)
« Responder #1843 em: 17 de Março de 2013, 22:02:17 »
Estava na hora de voltar aos ingleses!

Continuo a trabalhar para a Enciclopédia e como tal resolvi mostrar mais uma viatura nunca vista por cá. É um Triumph mal amado…


Triumph Stag Mk I (1971)

O Triumph Stag foi vendido entre 1970 e 1978 pela Triumph Motor Company. Criado para ser um Grande Turismo, o Triumph Stag foi desenhado para competir diretamente com os modelos Mercedes SL. Por aqui se vê o posicionamento que se pretendia para o carro. O Stag seria o topo de gama da Triumph, um GT com grandes ambições, nomeadamente, no mercado norte-americano.

O carro começou como uma mera experiência de estilo construída a partir de um saloon Triumph 2000 que também havia sido desenhado por Michelotti. O carro de base foi “emprestado” a Michelotti por Harry Webster, o diretor de engenharia da Triumph. Eles acordaram que se Webster gostasse do design, a Triumph poderia usar o protótipo como a base de um novo modelo. Harry Webster adorou as linhas do modelo que tinha pouco em comum com o 2000, utilizou-o no Stag e acabou por usar as principais linhas de estilo deste design de Michelotti também no futuro T2000/T2500 da década de 1970.

As confusões com a absorção da Standard-Triumph pela British Leyland acabaram por atrasar o lançamento do Stag. O protótipo de Michelotti surgiu em 1965, mas o carro só foi lançado em 1970, com várias modificações, nomeadamente, o arco de segurança do pilar B. O Stag era um descapotável de quatro lugares que para melhorar a rigidez estrutural e para atender às novas normas de anti-capotamento americanas da época tinha um pilar B unido ao topo do pára-brisas por uma barra em T.

O carro conjugava agressividade com elegância e tinha um nível de preço adequado para o equipamento. O seu interior revestido a pele e madeira foi muito elogiado tendo uma boa recepção nos vários salões internacionais da especialidade. Uma curiosidade: o carro foi conduzido por James Bond no filme “Diamonds are forever”.

O carro tinha um chassis monocoque e direcção assistida com suspensão totalmente independente - MacPherson na frente, braços oscilantes na traseira. Na travagem havia discos à frente e tambor atrás. Quanto ao motor, a Triumph abdicou de utilizar o excelente motor V8 da Rover de 3.5 litros ou os motores de 6 cilindros de outros modelos e decidiu desenvolver autonomamente um novo motor V8 mais “nobre”, baseado no motor de 2.5 litros do saloon, mas com um aumento de cilindrada para 3.0 litros e uma sonoridade excelente. Em termos de prestações, o carro era bastante razoável com cerca de 147cv de potência, uma aceleração de 9,5 segundos dos 0-100 km/h e uma velocidade máxima de cerca de 190 km/h.

Infelizmente, o motor tinha alguns problemas de sobreaquecimento e rapidamente adquiriu uma reputação de pouca fiabilidade mecânica. Aparentemente, algumas mudanças de última hora tinham pouco sentido do ponto de vista de engenharia… Uma delas era a posição errada da bomba de água que sistematicamente dava problemas. Outra foi a própria escolha de materiais, bloco em ferro e cabeça em alumínio que requeria o uso de anticongelante durante todo o ano, correndo o risco de gerar corrosão electrolítica, se assim não fosse. Havia também um problema com as correias de distribuição que tinham uma durabilidade muito questionável, falhando frequentemente com menos de 40.000km e gerando reparações particularmente caras, como se percebe. E por aí fora… havia mais problemas de má qualidade de construção… Houve mesmo alguns donos que trocaram o motor por outros disponíveis, como o V8 da Rover, o V6 da Ford, ou mesmo o 6 cilindros que a Triumph usava noutros modelos.

Na época, a British Leyland não atuou de forma suficientemente decidida para resolver rapidamente os problema do V8 e a imagem do carro acabou por se deteriorar de forma irreversível. O carro tinha tais problemas de concepção e fabricação que foi considerado pela revista Time como um dos 50 piores carros de todos os tempos.

Houve várias versões do Stag, o "Early" Mk I (1970), o Mk I (1971–1972/3), o Mk II (1973) e o "Late" Mk II (1974–1977). As diferenças não são grandes. O Mk II distingue-se pelas listas laterais a negro, bancos com encosto de cabeça (a partir de 75), secção traseira em preto-mate e saídas de escape cromadas. O hard top que era vendido como opção nas primeiras versões foi incluído como equipamento de série.

Muito devido à sua reputação, o carro não teve grande sucesso, sendo que apenas 25.877 carros foram produzidos entre 1970 e 1978. Os problemas associados ao carro foram sendo resolvidos ao longo dos anos pelos clubes de entusiastas, elevando o carro ao estatuto de clássico que merece. O Triumph Stag tem um clube de fãs de dimensão considerável, com um grande apoio aos proprietários e um grande número de fornecedores especializados. Segundo o clube, existem ainda cerca de 9.000 Stags certificados no Reino Unido. A popularidade do carro é alta entre os coleccionadores devido à sua performance, relativa raridade e ao estilo Michelotti.











[ Triumph Stag Mk I (1971) - Jadi

A miniatura é uma Jadi e tem um nível de qualidade razoável, tendo em atenção os padrões da marca e o seu preço. 

Gosto mais de umas coias do que de outras. Gosto do molde, da pintura, das ópticas e de alguns detalhes nos emblemas. Já a grelha, as jantes, o motor e mesmo o interior são mais fraquitos. Dito isto, até gostei do painel de instrumentos… Já as portas estão bem, mas nota-se um ligeiro empeno da zona superior, porque não ficam à face do pilar B. Depois de tudo isto, até parece que não gosto muito dela, mas não é assim. Globalmente, é um bom compromisso e representa o carro em si, que era o que me interessava. E nesta cor, até fica muito bem na vitrine.

Mais uma vez, esta é, por enquanto, a única forma de ter este modelo em 1:18. Vamos às fotos…



























Continua…
O mundo está cheio de coisas bonitas...


Visitem a garagem do Buckrog, que vale bem a pena...
-> http://www.forum-diecast.pt/index.php?topic=7741.0

Offline buckrog

  • Rogério Henriques
  • Feedback: (+22)
  • Colecionador Silver
  • ****
  • Mensagens: 3186
  • Um apaixonado por automóveis...
Re: A Garagem do Buckrog: Triumph Stag Mk I (1971)
« Responder #1844 em: 17 de Março de 2013, 22:03:17 »
Mais umas (II/III)…























Continua…
O mundo está cheio de coisas bonitas...


Visitem a garagem do Buckrog, que vale bem a pena...
-> http://www.forum-diecast.pt/index.php?topic=7741.0