Autor Tópico: The X-Garage 18 - Chevrolet Corvette XP-87 Stingray Racer  (Lida 330265 vezes)

Offline X-Filer

  • João Góis
  • Moderador Global
  • Feedback: (+18)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10698
  • They're back...!
    • Pombocaca
Re: The X-Garage 18
« Responder #255 em: 20 de Fevereiro de 2010, 12:11:35 »
Muito obrigado pelos comentários, fico contente por terem gostado.

Offline pedro_Hf

  • Feedback: (0)
  • Colecionador Silver
  • ****
  • Mensagens: 3289
Re: The X-Garage 18
« Responder #256 em: 20 de Fevereiro de 2010, 18:02:55 »
Gostei de ler as análises aos teus dois ultimos modelos. O Cadillac Cien adoro-o. Fiz várias corridas com ele no GT4. Este também é espectacular pelos seus valores.
O Bugatti é de outro mundo [:confused59:] Se não estou em erro há um exposto na nova loja de miniaturas no Beloura Shoping (CMC 1:18).

Offline X-Filer

  • João Góis
  • Moderador Global
  • Feedback: (+18)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10698
  • They're back...!
    • Pombocaca
Re: The X-Garage 18
« Responder #257 em: 20 de Fevereiro de 2010, 18:26:15 »
Gostei de ler as análises aos teus dois ultimos modelos. O Cadillac Cien adoro-o. Fiz várias corridas com ele no GT4. Este também é espectacular pelos seus valores.
O Bugatti é de outro mundo [:confused59:] Se não estou em erro há um exposto na nova loja de miniaturas no Beloura Shoping (CMC 1:18).

Obrigado, Pedro. Mas infelizmente este é o Sixteen, não o Cien. Esse existe também em 1:18??

Offline X-Filer

  • João Góis
  • Moderador Global
  • Feedback: (+18)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10698
  • They're back...!
    • Pombocaca
Re: The X-Garage 18
« Responder #258 em: 01 de Março de 2010, 03:03:54 »
Cadillac Eldorado Biarritz Convertible - 1959 (Maisto)

Nenhum outro carro mostra melhor a extravagância que inundou a indústria americana no pós-guerra como o Cadillac Eldorado Biarritz Convertible. Baptizado com o nome de uma estância turística da Biscaia, na costa oeste de França e próximo da fronteira norte de Espanha, o Eldorado Biarritz era o topo-de-gama da Cadillac na altura. Após o término da II Guerra Mundial, os Estados Unidos entravam de novo em prosperidade e isso não tardaria a reflectir-se nos automóveis que produziam, que se iam tornando sucessivamente maiores, com motores de maior capacidade e, sem dúvida, mais vistosos! Haviam dois pormenores que se tornaram "moda" e que viriam a culminar no Eldorado Biarritz: os dagmars ou bicos de ogiva e os tail fins ou rabos-de-peixe. Os dagmars eram elementos dos pára-choques ou farolins traseiros "bicudos" inspirados nas pontas das ogivas dos mísseis e os tail fins eram longas barbatanas nas extremidades da traseira inspirados nos caças da Força Aérea e, posteriormente, nos jactos. E o Eldorado tinha disso "à farta"! Só na traseira os farolins eram 4 pontiagudos dagmars e por cima destes figuravam os dois maiores tail fins da história em automóveis de produção em série: sobressaíam a nada menos que 1,14m de altura! Em acréscimo, foi acrescentado no design do carro longos frisos cromados que adornavam os flancos e uma enorme grelha cromada que de impunha na dianteira. Desta base sairiam também o Seville Coupe, o Fleetwood Sedan e o DeVille.



Mas o Eldorado Biarritz não era só fogo de vista: sob o longo capot morava o que ainda é o maior V8 alguma vez montado num Cadillac de série: uma versão "Q-code" do V8 Cadillac 390CID com 6392 cc e que, através das 24 válvulas de comando hidráulico e dos 3 carburadores Rochester de duplo corpo produzia uns saudáveis 345 cv a umas baixíssimas 4800 rpm e 590 Nm às 3400 rpm (denotando o carácter sobre-quadrado), que aliados a uma caixa automática Hydra-matic de 3 velocidades conseguiam transportar 4 passageiros e este automóvel de 5,72 m e 2294 kg de peso aos 210 km/h, que graças à extensa lista de equipamento (direcção assistida, interiores em cabedal,  suspensão pneumática, travões hidráulicos com servo-freio, vidros e antena eléctricos) e opcionais (como era o ar condicionado, que obrigava a montar uma relação final do diferencial mais longa) eram atingidos no maior conforto e tranquilidade. Foram, ao todo, produzidos apenas 1320 unidades entre 1959 e 1964.



Quanto à miniatura, este Maisto parece-me uma representação bastante competente do modelo em questão, com alguns pormenores interiores, exteriores e de motor algo interessantes e que apresento aqui na cor mais característica: rosa à Elvis Presley. Mas é claro que não é uma miniatura soberba, não nos podemos esquecer da idade do molde e o fabricante que a lançou. De qualquer das formas, é uma miniatura ENORME (a maior 1:18 que tenho) e aqui está o estado actual desta miniatura que ainda vai sofrer umas pequenas intervenções, em especial relativamente aos limpa pára-brisas e retrovisor que não estavam presentes aquando da chegada da miniatura.



Venham daí os comentários, que são sempre agradecidos!!









« Última modificação: 26 de Maio de 2019, 18:31:20 por X-Filer »

Offline X-Filer

  • João Góis
  • Moderador Global
  • Feedback: (+18)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10698
  • They're back...!
    • Pombocaca
Re: The X-Garage 18
« Responder #259 em: 01 de Março de 2010, 03:06:49 »





« Última modificação: 26 de Maio de 2019, 18:31:50 por X-Filer »

Offline Skotch

  • Pedro Teixeira
  • Feedback: (+11)
  • Curador de Museu
  • *****
  • Mensagens: 12517
    • Triângulo Laranja Studios
Re: The X-Garage 18
« Responder #260 em: 01 de Março de 2010, 10:16:22 »
Magnifico modelo, não propriamente em detalhe, mas em mística...  [:happy14:]

Adorei ver, é um Maisto é certo, detalhes, não estão aos pontapés nem em larga escala, mas... Está lá!!!

Gostei de ver o rosa nesta mini (grande), um grande amigo meu, teve um real em tempos... Rosa shock e branco por dentro...

Foidas voltas mais fantásticas que dei aqui pela zona... Imagino sair uma noite em Lisboa naquela banheira... [:whistle:]

 [:wink01:]

Offline russo

  • Feedback: (+10)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7842
  • VW Maniac
Re: The X-Garage 18
« Responder #261 em: 01 de Março de 2010, 11:47:46 »
imagino este carro feito pela AA, deve ficar qq coisa do outro mundo!
é pena k neste, os cromados ja estejam a ficar comidos pelo tempo [:thumbdown:]
We Don't Drive Fast...We Fly Low

Offline kaiaia

  • Qualidade significa fazer certo,enquanto ninguém está a olhar.(Henry Ford)
  • Feedback: (0)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10937
Re: The X-Garage 18
« Responder #262 em: 01 de Março de 2010, 12:14:17 »
Está a faltar-me este Caddy na minha colecção,só encontro aquele "xuning" da Maisto...... [:thumbdown:] já tive para comprar um igual a esse mas na altura havia outras prioridades.É o carro preferido da minha "maria",e eu também não desgosto,é de facto um marco na história automovél [:yap:] [:yap:]


HOT RODS,MUSTANG´S & CHOPPERS FOREVER!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Offline Caldas

  • Daniel Caldas
  • Moderador Global
  • Feedback: (0)
  • Colecionador Platinum
  • *****
  • Mensagens: 6477
Re: The X-Garage 18
« Responder #263 em: 01 de Março de 2010, 14:02:25 »
Bem porreiro, ainda a faltar deste lado  [:thumbdown:]

Offline Phidalgus

  • Feedback: (+4)
  • Aspirante a Colecionador
  • **
  • Mensagens: 977
Re: The X-Garage 18
« Responder #264 em: 01 de Março de 2010, 22:56:33 »
Muito bonito o Eldorado e numa cor muito engraçada!

Já o royale é que é doutro planeta! Arte sobre rodas!

Offline X-Filer

  • João Góis
  • Moderador Global
  • Feedback: (+18)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10698
  • They're back...!
    • Pombocaca
Re: The X-Garage 18
« Responder #265 em: 12 de Março de 2010, 02:21:33 »
AC Cobra 427 S/C - 1965 (Road Tough)

A história do AC Cobra começa em meados dos anos 50. Nessa altura, a pequena empresa britânica que produzia pequenos desportivos de motor dianteiro tinha como modelo base o AC Ace, um pequeno roadster de dois lugares animado por um 6 cilindros de 1991cc (oriundo da berlina Buckland Tourer, um motor que já estava na empresa praticamente inalterado desde 1921) baseado no conceito que John Tojeiro tinha usado com muito sucesso na competição, como era o caso das suspensões independentes com molas transversais às 4 rodas e a carroçaria em alumínio. Este foi o virar da tradição da AC e o início duma fórmula de sucesso que traria um dos mais venerados e conhecidos desportivos de todos os tempos: o Cobra!



O Cobra foi o produto da simples genialidade de Carroll Shelby. Reza a história que, em 1959, quando Carroll corria pela Aston Martin e venceu as 24h de Le Mans, terá reparado na performance extraordinária que os AC Ace demonstravam e aí terá decidido usar o mesmo para base da sua próxima criação, encaixando um V8 enorme no compacto roadster britânico. Foi aí, em 1962 que, num chassis AC Ace foi fornecido por Charles Hurlock da AC Cars onde foi montado o V8 small-block Ford 260, de 4,2 litros de cilindrada, que pouco mais pesava que os blocos então usados no Ace. E a própria AC ficou tão impressionada que logo ali terminaram as relações com Ked Rudd, fornecedor dos blocos de 6 cilindros Ford. Um ano depois, o 260 seria trocado pelo 289 (4727cc, 300cv) e em 1965, e após considerável sucesso na competição, o engenheiro-chefe Ken Miles quis colocar o novo bloco 427 (6984cc, 400cv) no Cobra, a fim de ganhar a Classe de Produção A da SCCA e ficar à frente do Corvette Grand Sport de Zora Arkus Duntov.



Este novo bloco não era mais que o 425 preparado para o NASCAR (e que equipava o Ford Galaxie NASCAR que Carroll tinha na sua garagem!), e com a ajuda da Ford e AC Cars, a equipa Shelby American modificou o chassis existente para poder colocar o enorme bloco, que obrigou a aumentar os espaçamentos entre os elementos da estrutura tubular. Isto porque Carroll rapidamente se apercebeu com o protótipo inicial que sem alterações o chassis não podia acompanhar as exigências do novo motor. Devido ao peso e performance do novo bloco, as suspensões e travões  também tiveram que sofrer um upgrade, a carroçaria foi alargada para acomodar os pneus maiores e os alargamentos das vias, escapes laterais e uma roll-bar. Este "pacote" era algo de sério: na altura, o recordista nos 0-160km/h-0 era a Aston Martin, com um tempo de 25s; o Cobra 427 fê-lo em 13,8 segundos!! Até o 289 era perfeitamente humilhado pelo 427!



Rapidamente o novo Cobra 427 começou a receber criticas impressionantes por parte da imprensa e Carroll iniciou a produção imediata de 50 unidades quando a FIA veio com más notícias, já que aquando da visita ficaram descontentes com o número mínimo de unidades construídas. Na altura era requerida a produção de pelo menos 100 unidades  para homologação para o Campeonato Mundial. Imediatamente a produção encerrou e Carroll ficou com 53 unidades quase completas. É claro que a maioria foi vendida a equipas de competição americanas mas 31 chassis haviam ficado "sem dono". Aí, Charles Beidler, o representante de Shelby na costa este, sugeriu que os 34 restantes fossem pintados e vendidos como "o carro de estrada mais rápido do mundo". Assim, com pintura e um pára-brisas de estrada, nasceram os Cobra 427 Semi/Competition!


Quanto à miniatura, só posso dizer uma coisa: magnífica! Para mim, é das melhores miniaturas que possuo, um modelo que tem uma pose impressionante e com bastantes detalhes (considerando que o original também não era rico em pormenores), cujo único defeito que encontro é no motor, os carburadores e tampas das válvulas não são do mais realista que já se viu. De resto, apresenta um molde excepcionalmente bem feito, com uma cor e acabamento muito vistosos. É certo que não é perfeito e ainda precisa de levar um ou outro retoque (como sejam os braços do volante ou acrescentar os cabos de ignição, pintar os escapes de branco  [:happy14:]) mas eu adoro-o! Alguém o reconhecerá, com certeza... [:whistle:]



Venham daí as críticas!!







« Última modificação: 26 de Maio de 2019, 18:32:40 por X-Filer »

Offline X-Filer

  • João Góis
  • Moderador Global
  • Feedback: (+18)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10698
  • They're back...!
    • Pombocaca
Re: The X-Garage 18
« Responder #266 em: 12 de Março de 2010, 02:29:50 »













« Última modificação: 26 de Maio de 2019, 18:34:55 por X-Filer »

Offline X-Filer

  • João Góis
  • Moderador Global
  • Feedback: (+18)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10698
  • They're back...!
    • Pombocaca
Re: The X-Garage 18
« Responder #267 em: 12 de Março de 2010, 02:37:11 »










« Última modificação: 26 de Maio de 2019, 18:35:47 por X-Filer »

Offline X-Filer

  • João Góis
  • Moderador Global
  • Feedback: (+18)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 10698
  • They're back...!
    • Pombocaca
Re: The X-Garage 18
« Responder #268 em: 12 de Março de 2010, 02:41:35 »





« Última modificação: 26 de Maio de 2019, 18:37:05 por X-Filer »

Offline RsCosworth

  • Feedback: (+2)
  • Simpatizante
  • *
  • Mensagens: 157
Re: The X-Garage 18
« Responder #269 em: 12 de Março de 2010, 10:23:24 »
Muito bonito o AC