Autor Tópico: Commendatore - TT/SUV  (Lida 21774 vezes)

Offline Obsession

  • Administrador
  • Feedback: (+47)
  • Curador de Museu
  • *****
  • Mensagens: 13596
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #60 em: 16 de Julho de 2013, 11:37:00 »
Olá João!

Belo modelo que aqui nos apresentas! Já tive oportunidade de ver um ao vivo embora com matricula estrangeira. É o que se pode chamar de "besta"! É enorme!!!

Tem um ronco que se faz ouvir, "gasta uma galp inteira" e consegue ser luxuoso no interior!

Excelente aquisição!

Grande abraço


If everything's under control, you're going to slow

Offline Commendatore

  • João Duarte
  • Feedback: (+24)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7517
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #61 em: 04 de Outubro de 2014, 22:12:42 »
Obrigado a todos pelos comentários.
______________________________________

Uma das vertentes que o exército norte-americano tem que assegurar, de modo a garantir o seu poderio em vários cenários de guerra, é a existência de veículos militares de elevada competência, o que, ao longo da história, já se traduziu em diversos veículos amplamente reconhecidos. De facto, desde a criação do automóvel os norte-americanos já foram responsáveis pelo Willys Jeep e, décadas depois, pelo não menos famoso Hummer, de que aqui falaremos.

A história começa no final da década de 1970, altura em que o exército dos E.U.A. Lançou o concurso para a criação e fornecimento de um “High Mobility Multi-purpose Wheeled Vehicle” (HMMWV), que se queria tão indestrutível quanto possível e com capacidades todo-o-terreno insuspeitas. Uma das empresas que respondeu ao projecto foi a AM General, subsidiária da norte-americana AMC, que em 1980 já tinha protótipos em testes no deserto do Nevada.

Ao contrário do projecto da Lamborghini, que evoluiria para o LM002 civil, a proposta autóctone da AM General saiu vencedora, tendo o exército encomendado 55 000 veículos logo em 1983. E, dado que se tratava de um veículo militar, o nome seria Humvee – à imagem do que soaria ao ler a sigla HMMWV.

No entanto, este modelo bem sucedido na guerra (houve uma segunda encomenda de 15 000 exemplares) acabaria por não se ficar por uma carreira militar. Efectivamente, o actor Arnold Scharzenegger, fascinado com as imagens da Guerra do Golfo que correram o mundo, teve o sonho de que o Humvee ali utilizado pudesse ser um jipe civil. Assim, liderou um grupo de pessoas com o mesmo desejo e, em 1993, a AM General lançaria o Hummer.

Baseado num veículo militar, não é de espantar que o Hummer fosse um veículo sem qualquer concessão à beleza ou sentido prático. No entanto, passava a dispor de ar condicionado, acabamentos interiores e insonorização. No capítulo da mecânica, o V8 de origem Chevrolet foi rapidamente trocado por um 6.5TD V8 da General Motors, capaz de debitar 195cv e 582Nm de binário máximo. Se, por um lado, o Hummer era imbatível nos terrenos difíceis e nas subidas mais íngremes (conseguindo superar declives de 60%), por outro a aerodinâmica digna de um tijolo aliada a uma massa desmesurada não permitia mais que 140km/h e consumos de 25l/100km.

Em 1999, a AM General iniciou uma parceira com a General Motors, ficando o gigante norte-americano responsável pela produção do doravante designado Hummer H1. Disponível em carroçaria pick-up de duas ou quatro portas (e dois ou quatro lugares, respectivamente) e, no final da carreira, no formato “Alpha Wagon”, o Hummer não era um carro de meias-medidas: ou se adorava, ou se detestava. Este factor, aliado aos consumos elefantescos e despropósito gritante de todo o conceito, fez com que a carreira comercial do H1 terminasse em 2005. A marca Hummer só sobreviveria mais cinco anos no mercado, com os menos descarados H2 e H3.


Quem me conhece melhor, sabe que eu me incluo claramente no grupo dos que detestam o Hummer. Porém, é um “carro” com uma história única e um exemplo claro de um modo de pensar muito diferente do usual na Europa. Por isso, a minha colecção teria sempre lugar para um destes modelos.

Esta miniatura de fabrico Solido já tem alguns anos, o que se nota sobretudo pela grelha sem pintura e baixo nível de detalhes, o que é facilmente desculpável por um preço honesto. Contudo, o pior problema desta miniatura é não poder ser realmente à escala 1:43. Embora a miniatura seja grande e bastante larga (os espelhos vêm desmontados de origem para que possa caber numa caixa comum da Solido), o facto é que, por comparação com outras miniaturas à mesma escala, deveria ser ainda mais desmesurada.


Fontes: “Classic Cars of the World”, Michael Nichols e Craig Cheetham, Grange Books
http://www.edmunds.com/hummer/h1/



AM General Hummer (1993)
Solido















Ao lado do Alfa Romeo 147, reproduzido pelo mesmo fabricante, é possível atestar a enormidade, mesmo tendo em conta a escala aproximada...

Offline zwaenepoel

  • Jorge Fonseca
  • Moderador Global
  • Feedback: (+53)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 9785
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #62 em: 04 de Outubro de 2014, 22:16:43 »
Esta miniatura de fabrico Solido já tem alguns anos, o que se nota sobretudo pela grelha sem pintura e baixo nível de detalhes, o que é facilmente desculpável por um preço honesto. Contudo, o pior problema desta miniatura é não poder ser realmente à escala 1:43. Embora a miniatura seja grande e bastante larga (os espelhos vêm desmontados de origem para que possa caber numa caixa comum da Solido), o facto é que, por comparação com outras miniaturas à mesma escala, deveria ser ainda mais desmesurada.

Depois de ver as fotos, especialmente a ultima, fiquei mesmo com essa ideia.
Deve ser algo mais para o 1:50 que o 1:43.

Ao lado do Alfa nota-se perfeitamente que é "pequenote".

Offline pjmanso

  • Pedro Manso
  • Feedback: (+18)
  • Aspirante a Colecionador
  • **
  • Mensagens: 960
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #63 em: 04 de Outubro de 2014, 22:18:10 »
"O" Hummer.
A miniatura parece-me bem.  [:happy14:]

Offline Obsession

  • Administrador
  • Feedback: (+47)
  • Curador de Museu
  • *****
  • Mensagens: 13596
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #64 em: 06 de Outubro de 2014, 10:36:06 »
Viva João!

Este é sem dúvida o Hummer dos Hummers!!! Gosto da reprodução em geral!!! Os rebites bem demarcados ficam à maneira!!!

Muito bom mesmo João!

Grande abraço


If everything's under control, you're going to slow

Offline GTR74

  • Administrador
  • Feedback: (+70)
  • Curador de Museu
  • *****
  • Mensagens: 13478
  • GaragemGTR @ Instagram
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #65 em: 06 de Outubro de 2014, 11:36:48 »
 [:dah:] Nunca pensei dizer isto: este Hummer está pequeno.

Não obstante, é de facto uma miniatura honesta! Gostei  [:happy14:]

Offline Commendatore

  • João Duarte
  • Feedback: (+24)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7517
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #66 em: 08 de Dezembro de 2014, 14:23:29 »
Obrigado a todos pelos comentários.

Há cerca de um ano, no jantar de Natal, mostrei uma miniatura com a promessa que melhoraria a sua apresentação aqui no fórum, com mais fotografias e a já costumeira introdução.

Assim, poderão ver no post inicial deste tópico o Citroën Autochénille P2, denominado pelos franceses como scarabée d' or ("escaravelho de ouro").

Offline Commendatore

  • João Duarte
  • Feedback: (+24)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7517
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #67 em: 04 de Dezembro de 2016, 22:58:16 »
Dois anos depois, é altura de tirar as teias de aranha a este tópico. E, como isto não é mesmo o meu estilo de carro, tinha de retomar as publicações com um dos raros Citroën que não me diz mesmo nada; uma miniatura que só tenho por o original ser da marca que é.
__________________________________________

O segmento dos SUV é um dos mais importantes a nível global, multiplicando-se as propostas dos vários construtores por modelos de diversos tamanhos. A ideia destes veículos é conciliar o espaço de uma carrinha, um pouco da capacidade fora de estrada de um todo-o-terreno e um estilo mais desportivo, normalmente associado a "um estilo de vida urbano e ativo", utilizando o chavão que a maior parte dos departamentos de marketing têm utilizado.

Neste contexto, após a expediência com o C-Crosser, pouco conclusiva devido ao elevado preço do carro, a Citroën precisava de um novo modelo para um segmento em franca expansão, dominado pelo Nissan Qashqai, e onde o Volkswagen Tiguan e, sobretudo, o Peugeot 3008 estavam a fazer boa figura.

A solução consistiu, novamente, numa aliança com a Mitsubishi. Assim, o C4 Aircross que era apresentado em 2011 para ser comercializado no ano seguinte, não era mais que um ASX com retoques estéticos que o aproximavam dos restantes modelos do double chevron. Fabricado no Japão, a par do ASX e do Peugeot 4008, o C4 Aircross distinguia-se pelos piscas integrados na grelha e pelo perfil mais recortado do vidro de custódia.

A nível mecânico, estavam disponíveis os motores Mitsubishi 1.8HDi (ex DI-D; 150cv; 200km/h; 5,4l/100km) e 1.6i (para assegurar o preço de base da gama; 117cv; 182km/h; 5,8l/100km), bem como o popular 1.6HDi (o único propulsor PSA neste modelo; 115cv; 182km/h; 4,6l/100km). Estes modelos vinham associados à tração dianteira por defeito, e contando com um bom nível de equipamento de série. Contudo, o facto de ser um Mitsubishi reaproveitado teve o seu efeito no conforto, que ficava aquém do esperado num Citroën.

Embora ainda esteja em comercialização em alguns mercados europeus, o C4 Aircross foi um fracasso para a Citroën, ao não conseguir a mínima popularidade num segmento tão popular. A imprensa especializada refere commumente que o futuro SUV da Citroën será um desenvolvimento "caseiro", que tire partido das aprendizagens com os C-Crosser e C4 Aircross: parece provável que um Citroën venda melhor se se puder afirmar como tal.


Esta miniatura é mais uma prova que a Norev acerta sempre que joga "em casa". A pintura tem um excelente nível, e todo o molde está correto. As bonitas jantes do original também ficam bem no retrato final.


Fonte: "L'Automobile - Hors-série - Toutes les voitures du Monde", edições de 2012 e 2013-2014


Citroën C4 Aircross (2011)
Norev














Offline zwaenepoel

  • Jorge Fonseca
  • Moderador Global
  • Feedback: (+53)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 9785
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #68 em: 04 de Dezembro de 2016, 23:11:57 »
Confesso que nunca vi nenhum na rua a circular. Nem tão pouco sabia que existia.
Portanto, se o  molde está bom, se as jantes são correctas, deixo para quem o conhece.

Aquilo que mais gostei na miniatura, e que para avaliar não é preciso ter muito conhecimento sobre o carro, é a pintura. Numa ou outra fotografia parece um branco pérola, metalizado, e parece bem perfeita.

Offline GTR74

  • Administrador
  • Feedback: (+70)
  • Curador de Museu
  • *****
  • Mensagens: 13478
  • GaragemGTR @ Instagram
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #69 em: 04 de Dezembro de 2016, 23:35:54 »
Muito bom trabalho da NOREV! Tudo no sítio e no tamanho certo!

Muito bom!  [:happy14:]

Offline Obsession

  • Administrador
  • Feedback: (+47)
  • Curador de Museu
  • *****
  • Mensagens: 13596
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #70 em: 04 de Dezembro de 2016, 23:56:25 »
Viva João.

Já passou um por mim em preto. É bem bonito.

A miniatura não compromete em nada, ou não fosse a Norev a reproduzir um da casa. Excelente miniatura. Tudo no ponto, e bem perfeitinho. A cor fica-lhe bem.  [:happy14:]

Muita qualidade neste Norev.

Grande abraço


If everything's under control, you're going to slow

Offline Jorge Mota

  • Feedback: (+11)
  • Colecionador Gold
  • ****
  • Mensagens: 3819
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #71 em: 06 de Dezembro de 2016, 00:53:23 »
Viva João,

Bela peça, mora cá um igualzinho que apanhei salvo erro quando tive em Paris à dois anos [:confused59:]
Está fantástico, a Norev em casa nunca ou quase nunca falha...
Ainda assim sempre gostei irmão mais velho, o C-Crosser [:yap:] A traseira deste é uma coisa horrível, parece um ssangyong, ou uma chinesada qualquer [:nop:] [:thumbdown:]
A frente até gosto [:happy14:]

Citar
Confesso que nunca vi nenhum na rua a circular. Nem tão pouco sabia que existia.
Então o meu caro homónimo nunca viu um C4 Aircross [:dah:]  [:lol02:] Não me espanta nada, foi um autêntico fracasso... O irmão gémeo que deves conhecer melhor vendeu o dobro ou triplo ou sei lá o quê.. O Mitsubishi ASX, se não estou em erro partilhavam o chassis, algum equipamento e traços gerais de carroçaria como se vê bem.. Para quem conhece os carros claro[:wink01:]
Eu nunca fui muito à bola nem com um nem com outro, mas as miniaturas......essas moram cá todas [:happy72:]

Grande abraço

Offline Commendatore

  • João Duarte
  • Feedback: (+24)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 7517
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #72 em: 12 de Junho de 2020, 23:21:15 »
Obrigado a todos pelos comentários.

Como provavelmente saberão, os SUV não são de todo os meus veículos de eleição, e isso acaba a refletir-se nesta parte do tópico, que só raramente é reavivada.
_______________________________

Franco Sbarro nasceu em Itália, e teve um percurso ligado ao automóvel, primeiro no pós-venda de marcas como a BMW ou a Borgward, mas foi a sua aventura em nome próprio na Suíça que lhe veio a dar alguma fama. De facto, Sbarro dedicou-se a fazer réplicas (algumas criativas) de clássicos famosos, bem como a montar protótipos sobre chassis diversos, do utilitário ao desportivo. Em 1992, Franco inaugurou a Espera, uma escola de design automóvel, em que os alunos aprendiam estilo e mecânica, e eram encorajados a ser criativos na conceção de protótipos.

Um desses protótipos foi o Cruise Crosser, revelado no salão de Genebra de 2007 sobre a base do então recente Citroën C-Crosser. E se o SUV francês não era mais que um Mitsubishi Outlander reestilizado, a versão revista pelos alunos da Espera Sbarro era mais espampanante: tentando evocar as famosas crosières Citroën das décadas de 1920 e 1930, o C-Crosser fora alongado de modo a montar um eixo traseiro adicional, e convertido em pick-up. E, caso um carro com seis rodas não desse nas vistas, a pintura era laranja com apontamentos em preto e vermelho.

A nível mecânico, sabe-se apenas que o Cruise Crosser era híbrido Diesel, deixando antever que o 2.2HDi estaria acoplado a um motor elétrico, de potência não revelada. Como era frequente com as criações de Sbarro, este protótipo não tinha sequer intenção de prefigurar um modelo de série, estando atualmente guardado no Conservatório Citroën, em Aulnay-sous-Bois, nos arredores de Paris.


Esta miniatura é um trabalho da Provence Moulage já com alguns anos, mas ainda muito atual a nível de qualidade. Os detalhes estão fiéis ao estranho original, tal como o esquema de pintura.


Fonte: Citroënet (consultado a 12/6/2020)


Citroën Cruise Crosser concept car by Sbarro (2007)
Provence Moulage














Offline Obsession

  • Administrador
  • Feedback: (+47)
  • Curador de Museu
  • *****
  • Mensagens: 13596
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #73 em: 29 de Junho de 2020, 11:09:34 »
Viva João

Este já conhecia. Mais um citroen nada comum, ora por ter 6 rodas, ora por ser uma espécie de Pickup...
Mas a miniatura está bem fiel ao conceito 1:1. Muito bem reproduzido pela provence moulage.

Grande abraço
« Última modificação: 01 de Julho de 2020, 00:35:06 por Obsession »


If everything's under control, you're going to slow

Offline zwaenepoel

  • Jorge Fonseca
  • Moderador Global
  • Feedback: (+53)
  • Génio das Miniaturas
  • *****
  • Mensagens: 9785
Re: Commendatore - TT/SUV
« Responder #74 em: 30 de Junho de 2020, 18:48:16 »
Quando tive um na minha mão, que vinha "naquele" lote..... tive a oportunidade de o ver muito bem e fiquei muito surpreendido com a boa qualidade da peça.